05 Novembro
MP pede que governo de São Paulo contrate 6 mil policiais civis

MP pede que governo de São Paulo contrate 6 mil policiais civis

O Ministério Público Estadual solicitou que o Governo do Estado de São Paulo contrate imediatamente cerca de 6 mil policiais civis, já aprovados em concursos para diversos cargos, e a AIPESP, representada pelo presidente, Vanderlei Bailone, mais uma vez participou ativamente desta briga da categoria.

“Em 2015 participamos de uma reunião com o ex-delegado geral da Polícia Civil, Dr. Maurício Blazeck, na qual todas as entidades de classe denunciaram o sucateamento da Polícia Civil. Em 2016 entramos com recurso judicial no Ministério Público.”, lembra o Presidente Vanderlei Bailone.

De acordo com o Ministério Público, o Governo de São Paulo será obrigado a preencher diversas vagas, são 365 para o cargo de delegado, 1.930 escrivães, 2.347 investigadores, 480 agentes, 262 agentes de telecomunicações, 88 papiloscopistas, 620 peritos, entre outros postos.

“Fico feliz pelo Ministério ter abraçado nossa causa, mas esses números ainda estão longe do que a Polícia Civil precisa. A Academia de Polícia tem capacidade máxima de formar 1500 Policiais por mês, e o nosso déficit é de 20.000 policiais, levaria pelo menos 15 anos para a Policia Civil refazer o quadro.”, afirma.

Apesar da conquista, ainda temos muito que trabalhar para conquistar todos os direitos que a Polícia Civil merece, e a AIPESP está trabalhando para isso.

Últimas notícias

CONVOCAÇÃO AIPESP
02 de Novembro de 2019

CONVOCAÇÃO AIPESP O Presidente da AIPESP,...

Ato na Praça da Sé em Defesa da Integralidade e Paridade
27 de Setembro de 2019

Ato na Praça da Sé em Defesa da Integralidade e...

CONVOCAÇÃO AIPESP
19 de Setembro de 2019

No próximo dia 27/09, sexta-feira, os policiais...

Entrevista do presidente, Vanderlei Bailoni para o CANAL AIPESP
11 de Setembro de 2019

O presidente da Aipesp, Vanderlei Bailoni comenta...

Entrevista do presidente, Vanderlei Bailoni para o CANAL AIPESP
09 de Setembro de 2019

O presidente, Vanderlei Bailoni comenta sobre a...